12/03/2019 15:02 - Atualizado em 13/03/2019 15:22 Andre Souza


Testemunha denunciante presta depoimento à CPI dos Holerites

Márcio Douglas Mathias, autor das denúncias de supostas irregularidades em holerites de servidores comissionados e contratos, comparece à Câmara e responde perguntas dos vereadores



O cidadão Márcio Douglas Mathias, autor das denúncias de supostas irregularidades na folha de pagamento de servidores comissionados e contratos da Prefeitura, prestou depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Holerites na tarde desta terça-feira (12), no Plenário da Câmara.

 

Testemunha denunciante do caso, Márcio explicou aos vereadores como teve acesso aos documentos e porque decidiu fazer as denúncias no Legislativo.

 

 

ASSISTA AO VÍDEO COMPLETO DA REUNIÃO DE CPI

 

 

ASSISTA À TODOS OS VÍDEOS DAS REUNIÕES DE CPI

 

 

Antes da oitiva, os advogados Ricardo Xavier e Gustavo de Falchi pediram aos membros da CPI para  que Márcio não fosse filmado durante o interrogatório. Os vereadores Carlão do Basquete (PROS) [Presidente], Raphael Oliveira (PRP) [Relator] e Elson Santos (PRB) [Membro] votaram por acatar o pedido e todo o depoimento foi registrado apenas em áudio. 

 

 

Profissionais da imprensa e representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) acompanharam de perto o depoimento. 

 

 

 

 

ANÁLISE DE DOCUMENTOS

 

 

Além da oitiva desta terça-feira (12), nos próximos dias a CPI dos Holerites deverá analisar dezenas de volumes de documentos encaminhados pela Prefeitura. A próxima reunião está agendada para esta quarta-feira (13), às 9h , na Sala de Reuniões da Câmara.

 

 

 

 

ENTENDA

 

A CPI dos Holerites foi instaurada na Câmara após a aprovação do Requerimento nº 25/2019, em 04 de fevereiro de 2019.  O prazo para a conclusão dos trabalhos é de 60 dias, prorrogável por mais 30 dias.

 

O objetivo é investigar supostas irregularidades na folha de pagamento (holerites) de servidores efetivos e comissionados da Prefeitura desde 2013 até 2018. O texto do requerimento cita "possível dano ao erário em razão de eventual transgressão disciplinar imputada a mais de 100 servidores públicos municipais, tendo em vista que teriam recebido, a título de vencimentos, valores ilícitos, indevidos e sem amparo legal"   

 

Fazem parte da CPI dos Holerites os vereadores  Carlão do Basquete (PROS) [Presidente], Raphael Oliveira (PRP) [Relator] e Elson Santos (PRB) [Membro].